Pelo Corredor da Escola

Apontar temáticas do cotidiano escolar é o objetivo primeiro deste blog, na intenção de ser "elo" entre as partes envolvidas (aluno/professor). A reflexão é o nome deste elo, que não só une, mas debate e critica os principais livros do Brasil e do mundo.

Para maiores informações falar com o Prof. Israel Lima

israellima7.4@bol.com.br

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Erro no Enem Afeta 3,4 Milhões de Alunos


Cabeçalhos do cartão-resposta não batiam com a folha de perguntas; parte das provas tinha questões repetidas. Alerta aos estudantes foi feito durante o teste, mas alguns dizem que houve confusão para solucionar o problema DE SÃO PAULO / DE BRASÍLIA

No primeiro dia do Enem 2010 -feito ontem por 3,4 milhões de alunos em 16 mil locais-, o exame teve novos problemas: a ordem das perguntas não coincidia com os espaços na folha de resposta e houve repetição ou ausência de questões em parte das provas aplicadas no país. O Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) serve como vestibular para universidades e para verificar a qualidade do ensino. Desde o ano passado, passou por vazamento de prova e de dados pessoais de alunos e pela divulgação de gabarito errado. Ontem, um dos principais problemas foi a divergência entre a folha de perguntas e a de respostas. O caderno de questões apontava que ciências humanas ia da pergunta 1 à 45, e ciências da natureza, da 46 à 90. No cartão-resposta, a ordem, no entanto, estava invertida: o bloco de ciências da natureza ia da 1 à 45. O erro foi percebido apenas quando os alunos começaram a prova. Estudantes afirmam que os fiscais demoraram a informar como seria o preenchimento -se deveria seguir o número das questões ou a ordem dos blocos. O MEC determinou que o correto seria seguir a ordem numérica das questões, desconsiderando o cabeçalho. Alunos relataram à Folha que houve fiscais que recomendaram a opção errada. O governo afirmou que o aluno poderá pedir pelo site
para que a correção seja feita seguindo a ordem do cabeçalho. " a

OUTRAS FALHAS - Estudantes de Recife (PE) e Curitiba (PR) relataram à Folha que dentro da prova amarela havia folhas da prova branca -o Enem tem provas em quatro versões. Outros alunos apontaram a repetição de perguntas. O Inep (instituto do MEC que aplica o exame) reconheceu que parte das provas amarelas tinha duas páginas com as mesmas perguntas. Apesar dos incidentes, o presidente do Inep, Joaquim José Soares Neto, fez um balanço positivo. "Tudo ocorreu de forma tranquila e a realização do exame foi um sucesso", disse. O ministro Fernando Haddad (Educação) não se pronunciou. A abstenção foi de 27% -3,4 milhões compareceram, de 4,6 milhões de inscritos-, inferior à do ano passado, quando chegou a 38% no primeiro dia. (ANGELA PINHO, ANDRESSA TAFFAREL, FÁBIO TAKAHASHI, GUTO LOBATO, PATRÍCIA GOMES E THIAGO AZANHA)

(Folha de São Paulo, 07/11/2010 - São Paulo SP - Clipping 08.11.2010)

Comentários:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO, POIS É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS.

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |