Pelo Corredor da Escola

Apontar temáticas do cotidiano escolar é o objetivo primeiro deste blog, na intenção de ser "elo" entre as partes envolvidas (aluno/professor). A reflexão é o nome deste elo, que não só une, mas debate e critica os principais livros do Brasil e do mundo.

Para maiores informações falar com o Prof. Israel Lima

israellima7.4@bol.com.br

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

As Novas Exigências de um Profissional que Atenda as Necessidades Sociais


Introdução: Desde os primórdios da civilização que o homem vem aprendendo, evoluindo e repassando o seu conhecimento adquirido com o passar dos tempos, originando no que chamamos atualmente de sociedade da informação e do conhecimento, onde a transformação dos vários setores da sociedade moderna, do mundo do trabalho, bem como a inserção das novas tecnologias de informação e comunicação são evidentes no nosso cotidiano. A educação sendo o elemento constitutivo da pessoa tem o dever de acompanhar esta evolução, adequando procedimentos e práticas para beneficio dos educandos. Com tantas mudanças ocorridas, tendo como causa principal a reestruturação produtiva, a inserção das novas tecnologias provocaram o surgimento de novos elementos que foram introduzidos no mundo do trabalho, atingindo profissionais de distintas áreas, sendo necessário a partir deste momento uma outra postura deste profissional. Exigindo novas habilidades e competências para ingressar ou permanecer no mundo do trabalho. Diante disto, acreditamos que é evidente que no âmbito educacional, principalmente do ensino superior, há a necessidade dos educadores reverem suas posturas profissionais, buscando se (re)qualificar, que seja reflexivos, que possuam, habilidades, aptidões, conhecimentos, competências e interesses esperados de um profissional que atenda a nova realidade, tendo em vista a sua atividade, o contexto social, tecnológico e cultural em que atuam para a continuação na formação de profissionais com essas peculiaridades. O presente estudo foi realizado utilizando o método qualitativo por ser uma forma adequada para entender a natureza de um fenômeno. A pesquisa é do tipo exploratório sendo este o primeiro passo de todo trabalho científico e ainda utilizamos à pesquisa descritiva o qual os fatos são observados, registrados, analisados, classificados e interpretados, sem que o pesquisador interfira neles. Quanto aos procedimentos técnicos utilizamos o bibliográfico devido à pesquisa ter como base materiais já elaborados, constituído principalmente de livros e artigos científicos. O método de abordagem é o dedutivo, pois de acordo com a acepção clássica, é o método que parte do geral e, a seguir, desce ao particular. Quanto ao método de procedimento, é monográfico por ser um estudo sobre um tema específico ou particular de suficiente valor representativo que obedece a rigorosa metodologia. Assim, o estudo está estruturado em capítulos, sendo o primeiro a apresentação, onde fazemos uma contextualização quanto à educação e algumas perspectivas no ensino superior atualmente. O segundo capítulo trata da reestruturação produtiva e da formação inicial, continuada de professores e ainda a formação de professores e as novas tecnologias. O terceiro capítulo apresenta as novas exigências do professor do ensino superior, propondo reflexões a respeito da educação em direitos humanos, ensino, pesquisa e extensão, professor pesquisador, ensino semi-presencial e online e ainda a docência online. Por fim trazemos as considerações finais, onde a partir do estudo desenvolvido observamos que alunos e professores anseiam por um ensino superior mais moderno que esteja inserido na realidade do mundo globalizado e que beneficie os alunos com um ensino atual focado no mercado de trabalho e que também beneficie a sociedade. É de fundamental importância rever os perfis profissionais e os processos de formação das escolas e universidades haja vista que é imprescindível que as instituições de ensino e os profissionais da educação estejam atualizados comparados a realidade vivenciada na sociedade e possibilitando assim a imersão da comunidade escolar e acadêmica. A cultura digital, a nova organização do mundo do trabalho, aos novos paradigmas organizacionais e principalmente cumpri com sua função social que é de preparar cidadãos para o trabalho e para a vida, ou então esta escola e/ou universidade estará fadada a se tornar desinteressada, obsoleta e não cumprirá suas funções.

(Revista Gestão Universitária, Edição 260 - Antônio Carlos Pereira dos Santos Junior - Clipping 22.02.2011)

1 Comentário:

Anônimo disse...

Obrigado por ter publicado meu texto e colocado as referencias. Precisando entre em contato comigo: linkon@unemat.br

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO, POIS É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS.

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |