Pelo Corredor da Escola

Apontar temáticas do cotidiano escolar é o objetivo primeiro deste blog, na intenção de ser "elo" entre as partes envolvidas (aluno/professor). A reflexão é o nome deste elo, que não só une, mas debate e critica os principais livros do Brasil e do mundo.

Para maiores informações falar com o Prof. Israel Lima

israellima7.4@bol.com.br

sábado, 28 de março de 2009

Uma vergonha - 1/3 dos docentes temporários do País está no estado de São Paulo

A solução para este problema chama-se concurso. Não tem outro nome, ou tem? Alguém poderia me explicar ou simplesmente me dizer qual o outro nome, isso é, se tiver! Bom, segundo o jornal “O Estado de São Paulo”: “São Paulo é um dos três Estados que mais têm os chamados professores temporários entre os docentes que atuam em suas escolas estaduais. O índice chegou a 47,8% dos professores em dezembro de 2008. Além disso, o Estado sozinho tem um terço de todos os 300 mil profissionais nessa situação no País segundo levantamento feito pelo Estado nas secretarias da Educação.” O mesmo jornal fez a seguinte pergunta no dia 20/02/2009: “Você aceitaria que um professor reprovado pela Secretaria de Estado da Educação desse aulas para seu filho? A Resposta foi a seguinte: 88% dos entrevistados disseram NÂO 12% dos entrevistados disseram SIM. Pasme-se: “o índice de professores temporários é maior entre os que atuam da 1ª a 4ª série na rede estadual de São Paulo. Em dezembro de 2008, entre os 67.971 docentes de anos iniciais do ensino fundamental – em que ocorre a alfabetização – 39.284 estavam contratados em caráter provisório (58%). Entre 5ª série e o ensino médio, o índice é de 43%. Na rede toda, havia 104.074 temporários.” Acredito que não foi levada em consideração a condição precária em que se encontra o profissional da educação em São Paulo. Salas de aulas mais que lotadas, a volta da “cartilha”, que em muitos casos vem com erros gritantes, como por exemplo, este: no caderno do aluno de Geografia da 6ª série, que apresenta um mapa da América do Sul. Até aí, tudo bem, mas o curioso é que o mapa apresenta a região conhecida como Uruguai com a indicação de Paraguai e a região do Paraguai como Uruguai e ainda um novo país com a denominação Bolívia Paraguai. (Caderno Cotidiano da Folha de São Paulo de (17/03)). E ainda temos que nos contentar com salários que mais parecem piadas, a violência assustadora em todas as escolas, exemplo para este último caso é que não falta, é só pegar os jornais e comprovar.
(Fonte: O Estado de São Paulo de 20/02/2009)

Comentários:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO, POIS É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS.

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |