Pelo Corredor da Escola

Apontar temáticas do cotidiano escolar é o objetivo primeiro deste blog, na intenção de ser "elo" entre as partes envolvidas (aluno/professor). A reflexão é o nome deste elo, que não só une, mas debate e critica os principais livros do Brasil e do mundo.

Para maiores informações falar com o Prof. Israel Lima

israellima7.4@bol.com.br

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Namoro: A 1ª Etapa do Relacionamento!


Feliz dia dos Namorados!

Quem já não trocou olhares? Quem já não roubou um beijo? Quem já não se pegou sentindo falta daquela pessoa amada?
Quem já não namorou ou namora? Aqui pra nós, ô coisa boa!

Bom, para homenagear este dia e o meu amor [Silvinha] deixo esta minha poesia:

Próprio Amor

Tenho visto em mim,
Sei que não posso negar, há um nome
Para este estranho sentimento:
Sei que fui barro de um oleiro,
Tela de um pintor, água ou o
Próprio amor.

Fui talvez, tudo que há de mais
sagrado,
Fui água, catedral, rima e
Verso,
Fui talvez, descrito por
Neruda, ou quem sabe pelo
Próprio Carlos Drummond de Andrade...

Fui a flor do Saara escaldante,
Deram as minhas mãos
Algemas e não deram pão...

Não fui a lágrima em Israel,
Nem as armas do Vietnã,
Nem sentimento, nem dor,
O próprio amor...

***

Esta matéria eu julgo muito importante vale à pena conferir:

O beijo que, de fato, nos interessa


Beijo é coisa tão antiga que deve ser um comportamento ditado pela genética. E, como estamos nas vésperas do Dia dos Namorados, obviamente não estou me referindo aos beijos solenes, em mãos, rostos e mesmo bocas, destinados ao longo dos tempos e ao sabor de diferentes costumes, a prestar homenagens, reafirmar amizades e reconhecimentos. O beijo que nos interessa, se levarmos em consideração as Escrituras, é aquele que apareceu no mundo, certamente, depois da maçã e antes do pecado original.
Do ponto de vista histórico claro que foi bem antes. O Kama Sutra, o livro dos aforismos sobre o amor dos indianos, que muitos confundem com uma espécie de manual do sexo, cataloga trinta tipos de beijos românticos. Isso, há cerca de 3.500 anos AC. E como o livro foi escrito codificando tradições orais muito mais antigas, é de supor que indianos já eram craques em beijo muito antes de Adão e Eva serem expulsos do paraíso — afinal, os fundamentalistas do Velho Testamento fixam a data daquele primeiro beijo presumido, porque sem dúvida deve ter havido um, em cerca de 6 mil anos atrás. Isso é mixaria para as culturas orientais.
Os antigos romanos foram beijadores compulsivos. E davam a ele tanta importância que distinguiram três tipos, o basium, que era o beijo entre conhecidos, o osculum, que era aquele entre amigos e, finalmente, o suavium, o beijo entre amantes.
O suavium tornou-se tão importante para o imaginário popular, que se exprimiu nas artes visuais (como não reconhecer imediatamente a escultura O Beijo, de Rodin?) e na literatura, para a qual não se precisam buscar exemplos. Mas foi nas telas cinematográficas que ele adquiriu dimensões monumentais. Tornou-se um substituto da realidade e a mais refinada forma de sublimação erótica. O intenso contato entre os lábios dos protagonistas era o ato derradeiro que, infalivelmente, punha fim aos filmes.
Há milhões de pessoas que garantem, até hoje, que "o grande beijo do cinema foi aquele final entre Rick e Ilsa", Humphrey Bogart e Ingrid Bergman respectivamente, em Casablanca. Esse beijo jamais aconteceu no filme dirigido por Michael Curtiz, em 1942. Talvez tenha sido um efeito da belíssima canção tema, "As time Goes By", de Herman Hupfeld, que todo mundo acha que é dos irmãos Gershwin — do mesmo jeito que a manjada frase "play it again, Sam" não é dita no filme e que Bogart e Bergman não tenham ganhado o Oscar por ele, como muita gente jura. Deve ser só o efeito do beijo que não houve.


Beijo de cinema que incendiou a imaginação do público de verdade, veio bem mais tarde na pudica Hollywood, só em 1953, em A um Passo da Eternidade, entre Burt Lancaster e Deborah Kerr, considerado ainda hoje um dos mais tórridos da história. Uma praia deserta, com as ondas do mar produzindo uma metáfora visual incomparável — essas sutilezas hoje em dia foram para o espaço, liquidando o prazer do espectador de usar a imaginação.

Daí eu achar que deve haver algo errado com a "ficança", esporte especialmente praticado no carnaval, quando deriva em uma espécie de campeonato de beijos — quem deu mais no fim do dia? Perde-se a elegância do gesto, o calor do contato especial, a excepcionalidade agradável do que é desejado por mais tempo que alguns segundos.

De outro lado, também não é preciso ser econômico ao ponto de Superman, que enrubesceu como um adolescente ao primeiro beijo de Mirian Lane. Talvez ele não fosse tão super ou não fosse tão... Bom, deixem pra lá, que isso é uma outra história.

Aquele beijo praiano, de Lancaster e Kerr, é comparado atualmente àquele dos dois cowboys gays de Brokeback Mountain, de 2005, quando se encontram, depois de anos, Enis (Heath Ledger) e Jack (Jake Gyllenhall). É um sinal dos tempos. O seriado de tevê Jornada nas Estrelas quase foi tirado do ar, em 1968, quando o branco comandante Kirk (Willian Shatner) aplicou um beijão na negra tenente Uhura (Nicole Nicols). Beijo inter-racial não podia nas telas estadunidenses daquela época, nem se acontecesse no espaço sideral.

Estivesse eu imbuído do "espírito dr. Bactéria", daria importância ao fato de que o beijo permite a troca de pelo menos 250 tipos de bactérias, vírus e protozoários, mas quem é que quer saber disso? Qualquer pessoa que, ao beijar, pense em vírus e protozoários, precisa de outro parceiro(a) ou de um bom psiquiatra, urgentemente.

Prefiro ficar no ramo da fisiologia: num beijo caprichado você movimenta 29 músculos, dos quais 17 são da língua, os batimentos cardíacos aceleram, chegando a 150 por minuto, fazendo uma espécie de exercício para o coração e ainda gasta, em média, 12 calorias. Não é uma beleza? E nem falamos de tudo mais que acontece fisiologicamente, se me entendem.


(Matéria extraída do Joenal da Orla - 07/06/2009 - Mauri Alexandrino - Cotidiano)

56 Comentários:

Laguardia disse...

Israel

Infelizmente hoje as coisas estão indo no caminho da banalização dos relacionamentos amorosos. Hoje já existe a figura do ficar. Sem compromisso, só para divertir. Depois vem o namoro onde tudo é permitido. Do noivado quase não se vê mais. Vem o viver junto para ver se dá certo e depois o casamento que é encarado não como uma união para a vida toda, mas uma coisa passageira que a qualquer momento pode acabar e se começar tudo de novo.

Graças a Deus Ele me concedeu uma companheira para a vida. Já estou casado a 40 anos e intenciono continuar pela eternidade.

Fernanda Medeiros disse...

Eu quero continuar acreditando e lutando por um amor assim.

Sobre a instabilidade dos relacionamentos, isso acontece com mais intensidade no Brasil (e talvez, em outros países que eu desconheco).

Na Europa, os valores sao outros (ainda que alguns nao seguem essa teoria...). De maneira geral, os relacionamentos tem outro conceito.
Se algum dia vcs tiverem a oportunidade de viajar e conhecerem novas pessoas, ampliando o círculo de amizades, vai ver que do outro lado de Greenwich, as coisas funcionam de outra maneira.

Bsssssss Fe

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Prof. Israel,
Graça e Paz!

Parabéns por essa postagem, tratando seriamente de assunto tão banalizado nos dias atuais.

Estou casado hà 26 anos com minha única namorada, noiva, hoje esposa, Sarah Virgínia! Graças a Deus, pois além da nossa própria vontade em estar jutnos, foi Ele que segurou nosso casamento até aqui.

Parabéns pela postagem!

Um grande abraço!
Pr. Carlos Roberto

Que o Eterno continue abençoando sua vida.

Francisco disse...

Meu Professor preferido!
Fico feliz a cada visita sua no meu humilde blog. Cada comentário seu, me deixa envaidecido e honrado.
Que bela poesia dedicada à sua Silvinha! E o texto sobre o beijo, então!
Desejo à vocês, um Feliz Dia dos Namorados, ainda que atrasado, e que Santo Antonio (o casamenteiro), os proteja!
Um grande abraço!

mundo azul disse...

________________________________________

Muito bom o seu texto, o seu poema...Uma página que realmente dá prazer de ler!


Beijos de luz e o meu carinho...

Luciana disse...

Olá, obrigada pela visita no meu Blog olhei o teu e gostei e coloquei para te acompanhar.

Ótima sábado.


Abraços

Alvaro Oliveira disse...

venho agradecer sua visita e comentário em
meu blog alvaro oliveir.poesia.
De visita ao seu espaço, adorei esta postagem
e seu espaço. Voltarei

Um abraço

Alvaro Oliveira

Sindarin disse...

Olá Israel! obrigado pela sua vista. espectacular o seu blog e a forma como você escreve. Os seus alunos têm muita sorte em ter você como um amigo além de professor. Um beijinho com amizade. Obrigado pela visita.

Ana Martins disse...

Um lindo poema e um excelente texto a assinalar o dia dos namorados, gostei muito!

Beijinhos,
Ana Martins

THYMBERTHY KKALL LLYY disse...

Oi. boa noite. Blz?
Eta tempo bão, este de namoro.
Acho que a gente deveria ficar casado dois anos, noivar hum e depois só namorar. É o melhor que tem. rsrsrsrs
Abraços e ótimo domingo para vc

Pedro Antônio disse...

Oi, Israel!

Fantástico o texto! Parabéns! Ótima escolha falar sobre o beijo numa ocasião tão especial como esta! (rsrsrsrsrs)

É uma honra receber a sua visita!

Espero que volte muitas vezes! Eu prometo estar por aqui sempre, sempre!

Um abração forte!

Pedro Antônio - A TORRE MÁGICA

VANUZA PANTALEÃO disse...

Boa noite, Professor Israel!
Sinto-me agraciada com a sua visita e opinião. Seu espaço é muito especial e culturalmente rico.
Pretendo voltar mais vezes para absorver melhor tantos ensinamentos.
Um ótimo domingo!!!

paula barros disse...

Achei um comentário seu no blog da Iana e aqui cheguei.

Beijo, troca de olhares, carinho, sempre bom, muito bom.

A poesia achei belíssima.

Quando li professor de português quase não comento. rsrs Fiquei pensando, se ele for no blog vai ser atropelado por tantos erros. Mas quando decidi ter o blog tinha até um alerta sobre os erros, sem erros eu não escreveria e não teria o blog.

bom domingo!

Everson Russo disse...

Meu amigo, venho agradecer sua visita ao Ultimo Barco do Planeta, e convida lo a visitar meu blog principal que é atualizado todos os dias, O Livro dos Dias, www.olivrodosdiasdois.blogspot.com

uma otima noite, forte abraço e um domingo de paz.

Larissa. disse...

Lindo o poema de amor.!
Bom domingo!
bjs
;*

expresso moda disse...

Obrigado pela nova visita ao meu blogEspero que não tenha reparado no português...nem sempre muuuito bom.Adorei o poema e parabéns


abraços

Sonia Schmorantz disse...

Amigos são poemas…
Os verdadeiros amigos são a poesia da vida.
Eles enchem nossos dias de cores, rimas e risos,
nos seguram a mão quando caminhar parece difícil.
Mostram que mesmo em dias nublados o sol está no mesmo lugar,
e nos ensinam que a chuva pode ser uma canção de ninar
nas noites solitárias e vazias.

Um abraço em mais este final de semana, que tudo lhe
Seja bom...

Bala Salgada disse...

Nossa, adorei o blog. Se é de um professor então vemos que vamos aprender muito aqui, que bacana.

Filmes sem um pouco de romance não tem muita graça, acho que por ser mulher, mas a maioria de nós deve preferir, rs.

Com certeza aceitei o convite e gostei muito de conhecer o blog.

Quando quiser se divertir, dê uma visitada.

Abraços.

Pena disse...

Fabuloso e Genial Amigo:
Um beijo é algo que trás consigo imensa significação.
Os jovens e todos nós "sentimos" algo de maravilhoso num beijo amigo. É sinal de amizade. De solidariedade, de beleza e pureza.
Adorei a forma como o tratou. Parabéns sinceros.
O seu blog erradia encanto e magia que jorra de si e do seu talento.
Uma pessoa sente-se bem aqui. Maravilhosamente, bem!
O meu amigos tem sentimentos admiráveis. Perfeitos. Sabe, tive um blog que sáo tratava assuntos dos jovens e das suas problemáticas, uma vez que sou Professor. Encerrei-o há pouco tempo. Os meus afazeres não conseguiam arranjar tempo para lhe dar a "vida" que merecia, entende...precioso amigo?Tem um sentir tão gigante. Cintila com significação Enorme por onde passa.

Abraço forte de amizade, um imenso respeito, estima e consideração.

pena

Bem-Haja, pela preciosidade humana que é.

Se pudesse votar no meu blog ficaria feliz. Se não puder, amigos na mesma.
Bem-Haja, amigo fantástico!

Gleidston disse...

È aprazível aos olhos ler um poema dessa qualidade, sua construção e forma, é Magnânimo,parabéns pela escolha.

É sempre um prazer encontrar lugares como este,informativo e edificante.

Desejo á você um domingo de paz.

Abraço!

Ernani Netto disse...

Bom é viver um amor pleno, que nos faz bem!

Namorar, realmente é muito bom!

Abraço

Rosemildo Sales Furtado disse...

Olá amigo! Passei para agradecer a visita e o comentário que fizeste ao/no nosso Arte & Emoções.
Quanto ao beijo, após tantos comentários, somente me resta dizer que: É bãooooooooooooooooooooooo!

Abração,

Furtado.

Vieira Calado disse...

Olá, amigo!
Também fui professor, sabe?

Mas ainda colaboro com escolas.

Ainda há pouco dissertei sobre "A comunicação (presencial e não presencial) ao nível galáctico",
perante uma centena de alunos do ramo das ciências dos últimos anos do ensino público.

Já visitou o meu blog de poesia?

Um abraço daqui.

Telma disse...

O amor continua na moda apesar de muitos ficares, de conquistas apressadas e descomprometimentos.
Obrigada pela visita e por acompanhar o "Leitura de Mundo"!
Muita Paz!

gercicristal.blogspot.com disse...

Olá, Linda postagem o amor verdadeiro, puro, supera a banalização q esta se transformando os relacionamnetos hoje em dia. Bela postagem! feliz domingo e linda semana cheia de amor.abaraços

Cleo disse...

Como já passou o dia dos namorados, deixo aqui meu abraço atrasado .
Realmente um beijo além do prazer é um exercício e tanto. é só usarmos a imaginação.
Beijos e um bom domingo
Cleo

Cris disse...

Professor,

Retribuindo a sua visita e aproveitando para conhecer o seu blog!

Um grande abraço e uma excelente semana!

Barbara disse...

Abraços na Silvinha.
Nem sou pessoa tão romântica mas penso que a ficança tem a ver com o tédio insuportável que a geração de hoje vive sem o saber, pois, estão na idade de sentirem-se poderosos.
Mas um dia, hão de sentir algo mais do que os ímpetos hormonais ou que a necessidade de terem os egos inflados pela quantidade e irão começar a lidar com a qualidade.
Acontece com todo mundo...

Maria João disse...

Venho agradecer a tua visita aos meus " Pequenos detalhes".
Gostei também do teu "canto", que considero, pelo que li, bastante didático. Hoje fiquei-me pela leitura deste post, mas virei outra vez com tempo e outra disponibilidade, para explorar mais artigos teus.
Um abraço e mais uma vez, muito obrigado.

tibeu disse...

Gostei sim e voltarei, parabens pelo blog

RITA DE CASSIA disse...

ola!obrigada pela visita...quanto namorar,beijar,abraçar,amar.....isso e tudo de bom.Desejo a vc uma feliz semana em nome de "Jesus"

kiko esperilla disse...

Obrigado Israel por su visita y amable comentario. Es un placer tenerle por aquí. Saludos de España

Anônimo disse...

Professor Israel,é um prazer tê-lo como visitante no meu blog.É um blog simples,humorado,de quem gosta de brincar com a vida,com as situações,seja elas boas ou ruins.Passei por aqui, pra te desejar sorte,e parabens,pelo blog,voltarei mais vezes.
-quem beija de lingua,é lingua portuguesa,alemâ ou ingles?
-quem beija a mulher aranha,pode pegar cobreiro?
-beijo fiel, é aquele do torcedor do corinthians?
-o beijo de sogra é beijo de lingua solta?
Abraços,Magnun.

Sandra disse...

Professor!

Vim agradecer as suas visitas. tentei ser sua seguidora, mas não consegui.
Venha tomar um chocolate quente em blog coletivo. E veja a tertulia virtual. Acontrecendo hoje.
Com carinho
Sandra
Seu blog é muito maneiro.

Marcos Satoru Kawanami disse...

Prof. Israel,

agradeço a visita.

Burt Lancaster é que era galã, muito bom no papel de pirata. no filme "a um passo da eternidade" temos de lembrar também a participação do então jovem Frank Sinatra, que inclusive canta na obra. eita filme bão!

=D
marcos

Victor S. Gomez disse...

Beijar é bom para o coração, pricipalmente quando beijamos a quem amamos. Abraços

Mari Amorim disse...

OLÁ
Gostei de visita lo, vim agradecer a gentil visita e oferecer a vc,um Selo exclusivo do meu blog.
Boas energias ,
beijos
Mari

Blue disse...

Escrevi que para quem ama, todos os dias são dias especiais, dia dos namorados.

Abraços

Ana Maria disse...

Encontrei vc através do blog do Além das Palavras, do meu mano Magnum.
Adorei seu cantinho, voltarei mais vezes.
Convido a visitar meus 4 blogs.
Beijinhos abençoados!

Ricardo Tribin disse...

Gracias por tu visita a mi blog.

Muy buen poema y excelente descripcion.

Saludos cordiales

Valter Montani disse...

Meu caro Professor Israel

Agradeço e retribuo sua visita, seja sempre bem-vindo em meu blog. Aproveito para enviar minhas sinceras congratulações pelo blog.

saudações!

.: Juliana :. disse...

Israel,
já tinha vindo aqui e tbém gostei.
Venho sempre, mas às vezes não dá tempo de comentar.

Abraços e até mais!

Preta Abençoada* disse...

Lindo texto... sou meia suspeita para comentar pois se não ficaria horas e horas aqui... gostei bastante de sua visita no meu blog!
Fico muito feliz que tenha gostado...
Você é sempre bem vindo! sucesso

Lucas disse...

Oi,
Gostei desse post por inteiro o beijo tem um papel importante numa relação afetiva de homem e mulher, conhecer algo sobre ele ajuda mt
abraços
gosto deste blog...

Má... disse...

Olá, Israel

Como vai?
Muito interessante o seu texto sobre o beijo. Havia muitas coisas que não não sabia sobre ele, só o básico rsrs.
Parabéns pelo seu blog´. Ele, além de informativo, é muito instrutivo. Os temas aqui abordados são temas da realidade do nosso dia-a-dia, já que somos colegas de profissão.

Obrigada pela visitinha no meu blog e pelo elogio. Volte lá sempre que quiser.
Com certeza, eu voltarei aqui muitas outras vezes.

Abraço fraterno,

Má.

Michely disse...

Olá
virei sua seguidora quando puder
da uma passada no meu???
vlw
parabéns pelo blog e pelo post
http://fimescinep.blogspot.com/

J. Araujo disse...

Professor,obrigado pela visita e palavras de incentivo.

Estou com problemas para acessar os blogs, por isso a demora.

Assim que o ploblema estiver sanado voltarei outras vezes.

Abraço

Sônia Brandão disse...

Pobre daquele que não conhece o sabor de um beijo verdadeiro. Infelizmente hoje, para muitos, o beijo se tornou um gesto banal,perdeu a magia.
Muito interessante a sua postagem.
Abraços.

Anônimo disse...

Parabéns pela maravilhosa postagem e falar com tanta seriedade e leveza sobre um assunto que ficou tão "banal" em nossos dias".
Uma linda quinta feira e paz em sua vida.

Smack!

Edimar Suely
jesusminharocha.blig.ig.com.br

stella disse...

Ciao professore.
Bel post.
Un caro saluto.

Bruxinhachellot disse...

O beijo é algo universalmente desejado, roubado, devorado. São tantos -ados que é até difícil padronizá-lo. Aliás não há padrões para o beijo, mas diversas formas distintas de degustá-lo. Adorei seu texto. Como não haveria de ser e depois de ter lido sobre tantos beijos, deixo o meu.
Beijos doces de seu sabor preferido.

Juliana disse...

Obrigada pela visita!
Também gostei muito do seu blog.
Um abraço.

Sandra disse...

Oi vim lhe avisar que:Tem selo em curiosa
Passe lá. Ele é seu também.
Bjs.
Sandra

Rafael disse...

Oi, Israel!
Legal esse post. Realmente, ir pra uma micareta e beijar 50 mulheres diferentes, cada uma apenas por alguns segundo, é uma atividade muito podre. Prefiro mil vezes arranjar uma garota interessante e ficar com ela o resto da noite, no mínimo... Enfim.
Abraço

Pedro Lima disse...

Bom dia professor,tudo bem com você ?
Espero que sim e que Deus abençoe sua semana.
Parabéns pelo blog que está cada vez melhor.
Um beijo no seu coração.

Prof. Israel Lima disse...

Meus amigos

É uma hora sempre tê-los em meu espaço.
Obrigado por suas visitas e comentários!
Voltem sempre!

Tenha uma magnífica semana.

Um grande abraço.

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO, POIS É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS.

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |