Pelo Corredor da Escola

Apontar temáticas do cotidiano escolar é o objetivo primeiro deste blog, na intenção de ser "elo" entre as partes envolvidas (aluno/professor). A reflexão é o nome deste elo, que não só une, mas debate e critica os principais livros do Brasil e do mundo.

Para maiores informações falar com o Prof. Israel Lima

israellima7.4@bol.com.br

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Paulo Renato Participou de Debate Sobre Formação de Professor


O secretário de Estado da Educação, Paulo Renato Souza, participou, na manhã desta segunda-feira (8/6) do debate ‘Um gargalo na educação' promovido pelo jornal O Estado de São Paulo. O principal tema do debate, que contou ainda com a presença do ministro da Educação Fernando Haddad, foi a formação de professores do país. Cerca de 200 pessoas, entre jornalistas, educadores, representantes de classes e estudiosos lotaram o auditório onde ocorreu o encontro.

Na abertura do ciclo de perguntas, secretário e ministro foram questionados sobre o que aconteceu com a capacitação dos professores. O secretário disse que a formação dos professores é o principal desafio do governo do Estado para a melhoria na qualidade do ensino público de São Paulo. De acordo com Paulo Renato, nos últimos anos o Brasil registra avanços significativos na qualificação formal do professor, mas o desempenho médio apresentado pelos alunos não acompanha tal avanço. Isso porque os cursos de formação dos educadores não dão embasamento para os educadores atuarem em sala de aula.

“As faculdades criam especialistas em educação e não professores. O foco não está nas questões didáticas, na sala de aula” reforça. Diante do cenário nacional, a Secretaria de Estado da Educação lançou no mês passado o Programa + Qualidade na Escola, que institui a Escola de Formação de Professores do Estado de São Paulo, e que será obrigatória para os novos professores da rede pública estadual. Serão 360 horas de formação durante quatro meses com atividades em classe e práticas escolares.

Outro ponto abordado durante o debate foi a baixa demanda de alunos nos cursos de educação, grande parte motivada pela falta de atratividade das licenciaturas.

Segundo Paulo Renato, a questão é ainda mais complexa na formação de professores para o Ciclo 2 do Ensino Fundamental e do Ensino Médio. “As faculdades específicas formam especialistas em física, geografia e história, por exemplo. Questões pedagógicas e didáticas são abordadas apenas nos cursos de pedagogia”, afirma Paulo Renato.

O debate também tratou de temas como bônus por merecimento, educação à distância e Enem.


(Extraído do site da SEE - 09 de Junho de 2009)

Comentários:

Postar um comentário

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO, POIS É MUITO IMPORTANTE PARA NÓS.

Template Rounders modificado por ::Blogger'SPhera::
| 2008 |